Newsletter

Abril-maio 2022

Nota de abertura

Há certamente muitas e boas razões para se ter realizado o 4.º Encontro Nacional UAARE, no passado dia 27 de maio de 2022, no Agrupamento de Escolas Fontes Pereira de Melo, na cidade do Porto.

De todos os motivos, sobejamente conhecidos, e que importa continuar a aprofundar, há um, que nos parece ser o Alfa e o Ómega de tudo quanto foi partilhado e objeto de reflexão no Encontro. Motivo esse, que será afinal a principal razão de ser de todo o Programa UAARE – que os Alunos-Atletas são Cidadãos de Pleno Direito.

No Encontro, um traço comum entre todos os participantes, e que importa reforçar: que o projeto desportivo de cada Aluno-Atleta não pode ser obstaculizado pelo seu projeto educativo, nem este ser dificultado pelas suas ambições escolares. A forma de dar resposta a ambas as vertentes, desportiva e escolar, implica uma permanente exigência de conciliação, numa “vida dupla” que significa, em termos gerais dez horas de trabalho diário para os casos do alto rendimento, 5 na escola e 5 no desporto.

Face a tão particular estilo de vida, estes jovens, com treinos intensivos, deslocações, por vezes afastamento das famílias, ausências prolongadas à escola, desafios complexos nas transições ao longo da carreira, foi unânime a importância de se fazer neste Encontro, não apenas o balanço do Programa UAARE, momento crucial, sem dúvida, como deixou bem evidente o Coordenador Nacional, Victor Pardal, mas, acima de tudo, reforçar os compromissos das várias entidades envolvidas face ao Programa e, claro está, às necessidades dos nossos jovens Alunos-Atletas. 

Compromisso, é, assim sendo, um conceito igualmente central no desenvolvimento e aprofundamento das respostas que importa continuar a dar. Compromisso assumido pelas entidades públicas e privadas, federações desportivas, autarquias, clubes, famílias, e pela escola. 

Na verdade, e aqui chegados, foi importantíssima a tomada de consciência de que todas as partes são vitais para o sucesso do Programa UAARE. Todos são interlocutores para um mesmo fim: uma “formação flexível, de alta qualidade, que proteja os interesses morais, de saúde, educativos e profissionais, sem comprometer algum deles, com particular ênfase na educação formal permanente dos jovens atletas”.

E, porque se trata de educação formal, não podemos deixar aqui de sublinhar a importância da Escola como lugar por excelência dessa educação. Uma Escola aberta, que recebe e integra, que promove todos os valores acima referidos. Uma Escola que cria e aposta cada vez mais em boas práticas, como os Guiões de Aprendizagem e Planos Individuais de Conciliação. Uma Escola, que não existe isoladamente, ao contrário, uma Escola que interliga múltiplos contributos, das direções aos professores acompanhantes, diretores de turma, conselhos de turma, passando pelos psicólogos, famílias e encarregados de educação, autarquias, interlocutores desportivos de federações, associações desportivas, clubes…

Uma Escola que deve ser alargada a horizontes cada vez mais vastos e que por isso se confronta com um desafio, o de fazer com que o Programa UAARE as contemple em cada vez maior número e, abrace assim mais alunos, indo até ao ensino superior.  

Deste 4.º Encontro, e do privilégio que foi poder partilhar entre todos, de viva voz, as vivências e experiências tão enriquecedoras, estamos certos, sairá um Programa UAARE ainda mais robustecido e capaz no encontrar das melhores respostas para uma Cidadania de Pleno Direito dos nossos alunos -atletas, mesmo aqueles que não os do alto rendimento. 

Para finalizar, não podemos deixar de salientar o modo extraordinário como decorreram os trabalhos, agradecendo a presença e a qualidade das intervenções, assim como a forma hospitaleira e generosa como fomos recebidos no Agrupamento de Escolas Fontes Pereira de Melo. 

A Equipa SEAM-ND

Pódios UAARE

Nesta secção, destacamos os pódios escolares e desportivos mais recentes dos nossos alunos-atletas, que estão de parabéns! Consulte todos os pódios aqui.

v01

v02

Notícias UAARE em destaque

Nesta secção, incluímos as notícias publicadas no site UAARE no ano letivo 2021-2022. Consulte todas as notícias aqui.

A UAARE nos media

Nesta secção, incluímos referências nos media ao trabalho das UAARE e dos seus alunos-atletas no ano letivo de 2021-2022.

Ordenação de candidaturas ao Programa UAARE para o ano letivo 2022/2023

De acordo com o edital disponibilizado pelo Ministério da Educação, através da Direção-Geral da Educação, aos estabelecimentos de ensino da rede pública, relativo à abertura de candidaturas ao Programa UAARE como escolas associadas, apresenta-se a ordenação de candidaturas de estabelecimentos de ensino feita pela Coordenação Nacional UAARE de acordo com a submissão da candidatura no prazo estipulado, o cumprimento dos critérios de elegibilidade e as ações definidas pelos referidos estabelecimentos com vista ao cumprimento dos mesmos:

I. Escolas / Agrupamentos ordenados de acordo com o Processo de apreciação e seleção 

  1. Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, Vila Nova de Famalicão 
  2. Agrupamento de Escolas de Mirandela 
  3. Agrupamento de Escolas Júlio Dantas, Lagos 
  4. Agrupamento de Escolas de Portela e Moscavide, Loures 
  5. Escola Secundária Dr. José Afonso, Arrentela, Seixal 
  6. Agrupamento de Escolas Santos Simões, Guimarães 

II. Escolas / Agrupamentos não elegíveis no Processo de apreciação e seleção 

(Não indicam número de Alunos-Atletas de acordo com critério de elegibilidade n. º 1 ou não apresentam validações de estatuto que estejam de acordo com este critério) 

  • Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo, Leiria
  • Escola Secundária Fernão Mendes Pinto, Pragal, Almada
  • Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva, Cantanhede
  • Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora, Matosinhos
  • Escola Secundária de Loulé

Notas importantes:

1.º O Plano de Ação UAARE 2022-2023, onde constará também o número de Escolas Não Agrupadas / Agrupamentos de Escolas a admitir neste processo de candidatura, respeitando a lista ordenada identificada no ponto I, será homologada pelos membros do Governo responsáveis pelas áreas da educação e do desporto, de acordo com a alínea b) do n.º 3 do artigo 14.º da Portaria n.º 275/2019, de 27 de agosto.

2.º As Escolas Não Agrupadas / Agrupamentos de Escolas que vierem a ser admitidas como Escolas Associadas da Rede Nacional de Escolas UAARE serão informadas por correio eletrónico pela Direção-Geral da Educação, sendo esta informação igualmente divulgada no site do programa UAARE.

Conclusão do projeto eTwinning

Etwinning

O programa UAARE, através do AE Coimbra Centro e do AE Ponte de Sor, liderado pela Equipa SEAM-ND, iniciou em novembro uma colaboração com uma Sport School Romena - Liceul cu Program Sportiv "CETATE" Deva, com o projeto Etwinning : "Sport Schools - The daily life of a School Tutor supporting the dual career of student-athletes".  

Foram realizadas 5 sessões online, tendo-se concretizado a última no passado dia 12 maio.  

Estas sessões foram uma oportunidade para o trabalho conjunto e para a partilha de saberes, boas práticas e experiências extremamente enriquecedoras entre as escolas e todos os parceiros envolvidos. Docentes, professores acompanhantes, treinadores, alunos-atletas, psicólogos, pais e encarregados de educação portugueses e romenos, partilharam vídeos e testemunhos da vida e do árduo quotidiano dos alunos atletas, das alegrias e constrangimentos e da sua resiliência e força de vontade para ultrapassar todos os obstáculos. O balanço deste projeto é muito positivo e todos os objectivos inicialmente propostos foram plenamente atingidos: partilhar práticas do modelo UAARE e das suas equipas num contexto europeu; compreender modelos alternativos de conciliação da carreira dupla de alunos-atletas num contexto europeu; usar tecnologias digitais para desenvolver e partilhar os resultados do projeto a nível nacional e internacional.  

Pensando no futuro, serão desenvolvidos esforços no sentido de elaborar um projeto mais ambicioso, possivelmente em modelo de Job Shadowing, com vista a aprofundar e a trabalhar outras questões no âmbito dos modelos de apoio à carreira dupla dos alunos-atletas em escolas parceiras.

IV Encontro Nacional UAARE

Principais momentos

Descerramento de placa de escola UAARE no Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia

Descerramento de placa de escola UAARE no Agrupamento de Escolas de Gaia Nascente

Resumo dos painéis

O IV Encontro Nacionl UAARE dividiu-se em dois painéis. No primeiro, foram apresentadas  boas práticas de autarquias e do desporto em parceria com o programa UAARE, com a participação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), modelo em Portugal ao nível do compromisso com a carreira dupla das diferentes seleções nacionais, e a Autarquia de Guimarães, que assume de forma estratégica um compromisso para com a carreira dupla apoiando as escolas UAARE existentes no seu concelho, bem como através de medidas de descriminação positiva no associativismo desportivo local.
 
No segundo painel foram apresentadas boas práticas UAARE de acompanhamento de alunos-atletas, práticas pedagógicas inovadores, apoio psicopedagógico e apoio médico através do Centro de Medicina Desportiva do Porto.
Estas intervenções mostraram-nos o que de melhor a rede de escolas UAARE faz em Portugal, informando futuras recomendações à tutela, parte importante no plano de melhoria 2021/23. 

Consideramos que estas boas práticas devem ser replicadas e contextualizadas, assim o Programa UAARE irá articular com entidades, como as apresentandas neste encontro, no sentido de as disseminar a nível nacional na melhoria do processo de conciliação da carreira dupla dos alunos-atletas.

Os resultados que apresentamos no desempenho académico e desportivo evidenciam claramente  que o nosso caminho está correto. 

No entanto, julgamos que existem duas dimensões essenciais para as quais temos que encontrar respostas mais sustentadas:

1 - Envolvimento de atores autárquicos e desportivos no processo de conciliação da carreira duppla;
2 - Aumento exponencial da elite UAARE (Atletas com estatuto de alto rendimento e de seleção Nacional), constituindo atualmente 43 % do total de alunos-atletas do programa, representando um universo de 302 de 700 alunos-atletas. Este valor significa mais ausências à escola em maior número e em períodos mais longos. 

Quais são os arranjos da carreira dupla que é necessário que todos os intervenientes assumam num futuro próximo, de forma responsável, antecipada e colaborativa?

São estes alguns dos desafios que consideramos essenciais abordar num futuro próximo.

Destaques das newsletters mensais de escola

A newsletter mensal de escola tem como objetivo melhorar os canais de comunicação interna, tanto na própria escola como entre escolas UAARE. Esta newsletter é preparada pelo/a Professor Acompanhante, e publicada na plataforma Teams UAARE, no canal geral, sendo assim partilhada com toda a rede nacional de escolas e servindo para fornecer informação a integrar na newsletter mensal nacional. Esta newsletter de escola é também partilhada na plataforma interna da escola para divulgar a atividade da UAARE local junto de alunos-atletas e a equipa de escola, ou mesmo para toda a escola, via website ou outro canal interno existente.

Nesta secção destacamos algumas informações partilhadas pelas escolas para os meses de fevereiro e março.

Agrupamento de Escolas Coimbra Centro

No dia 04 de maio de 2022 realizou-se a quinta sessão UAARE com o tema “Liderança e Comunicação”. Neste dia houve espaço para partilha entre os alunos-atletas sobre experiências de liderança, tanto em contexto desportivo como em contexto escolar. Através de dinâmicas de grupo foram debatidas as vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de liderança (recorrendo também a exemplos reais). Todos os alunos-estudantes concordaram que a comunicação eficaz, transparente e assertiva é fulcral na carreira dual. No final da sessão - todos os alunos UAARE - equipados a rigor, participaram numa filmagem de algumas cenas para um vídeo de divulgação do AECC.

Cartaz do evento no AECC

Agrupamento de Escolas de Rio Arade

A aluna Leonor Almeida da UAARE do Agrupamento de Escolas Rio Arade encontra-se em Berlim entre o período de 23 a 30 de abril, beneficiando de uma bolsa de estudo que lhe foi atribuída na competição Youth America Grand Prix (YAGP) em setembro do ano transato.

Esta bolsa permite à Leonor frequentar a escola State Ballet School Berlin, uma das mais conceituadas escolas de Ballet a nível mundial.

Imagem da aluna Leonor Almeida em Berlim

Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro

Desta vez perguntámos aos nossos alunos-atletas como é ser elemento da UAARE. Aqui estão algumas respostas que finalizam a frase Ser aluno-atleta da UAARE é…

Francisco Russo (Andebol, 10.º ano) – “… uma motivação constante e um grande apoio na vida complicada de um aluno-atleta”;

Beatriz Monteiro (Para badminton, 11.º ano) – “…é aprender a ser mais e melhor todos os dias, é sonhar além dos meus objetivos”;

Santiago Batalha (Badminton, 10.º ano) – “… magnífico!”;

Ana Rita Gomes (Kempo, 11.º ano) – “…trabalhar em equipa, esforço e dedicação”;

Tomás Marques (Voleibol, 10.º ano) – “…é ser focado, determinado e disciplinado”;

Afonso Rebelo (Equitação, 8.º ano) – “…espírito de equipa, força.”;

Madalena Fortunato (Badminton, 12.º ano) – “… sentir-se apoiado a 100%, tanto na escola, como no desporto”;

Beatriz Castelhano (Atletismo, 10.º ano) – “…é um sentimento de orgulho e uma ajuda enorme para conciliar a escola com o nosso desporto, como também é mostrar a nossa qualidade, representar o nosso clube, mas também representar a nossa escola”;

Marta Salvador (Futebol, 12.º ano) – “… é sentir-me apoiada, tanto nos estudos, como no futebol”;

Martim Carvalho (Kempo, 10.º ano) – “…é aprender a gerir o tempo para obter bons resultados, tanto na escola, como no desporto”;

Tiago Gouveia (Badminton, 11.º ano) – “… é ser disciplinado e cumpridor, tanto na escola, como no desporto”;

Maria Inês Couto (Dança Desportiva, 10.º ano) – “…um orgulho e permite conciliar os estudos com a Dança desportiva”;

Joana Canudo (Para Badminton, 11.º ano) – “… é uma prova de que não há limites para quem tem objetivos”;

Diogo Colaço Tomás (Kempo, 11.º ano) – “…é aprender a conciliar a vida escolar e a vida de atleta, com o objetivo de melhorar”;

Mafalda Garcia (Futebol, 10.º ano) – “… é emocionante, diferente e especial”.

E perguntámos também à nossa SEAM e à nossa Psicóloga para completar a frase Fazer parte da UAARE é…

Dina Nogueira (Psicóloga) - “…dinamismo, espírito de equipa, força e resiliência”;

Paula Jales (Inglês) – “… um orgulho e uma grande satisfação, na medida em que a equipa é muito unida e dedicada, não só no que respeita aos professores, como também aos alunos-atletas”;

Nazaré Ganhão (CN /Biologia Geologia) – “… prestar um apoio a atletas resilientes e extraordinários”;

Clara Lopes (Matemática) – “… fazer parte de um Campeonato para vencer”;

Sílvia Pedro (Português) – “… um desafio”;

Michel Pimenta (FQ) – “… ter a responsabilidade de zelar pelo bem estar dos nossos alunos-atletas e estar disponível para ajudar.”

Paulo Leonardo (TIC) – “… é apoiar os Alunos-Atletas a conciliar a Escola com o Desporto.”

E já agora, a nossa PA,

Alexandra Sampaio (Inglês) – “…correr muitas e diferentes maratonas ao mesmo tempo, onde a principal é mesmo a do coração.”

Logotipo dos Jogos Olímpicos Paris 2024

Solidariedade Olímpica contempla 2 atletas de Badminton com bolsas olímpicas. Madalena Fortunato, da nossa UAARE, a frequentar o 12.º ano, é uma destas atletas.

A Madalena é uma aluna-atleta exemplar. Cumpre com todos os objetivos escolares e desportivos a que se propõe. Focalizada, persistente, simpática, camarada, é aluna UAARE do AERBP desde o seu 9.º ano. Temos um enorme orgulho em trabalhar com ela,

Parabéns, Madalena!

Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira

O foco da UAARE é, e sempre será, a melhor conciliação da carreira desportiva com a académica. Este ano letivo, a UAARE de Rio Maior conta com 24 alunos-atletas, do 7.º ao 12.º.

No 3.º ciclo do ensino básico, temos 4 alunos-atletas, praticantes de kempo, natação e basquetebol. Num total de 46 classificações, contam com apenas 2 negativas (português e inglês).

Taxa de sucesso no 3.º ciclo: 95.8% - inferior ao período passado (de 1 negativa para 2); Média no 3.º ciclo: 3,62 valores - superior ao período passado.

No ensino secundário contamos com 20 alunos-atletas, considerados pelas suas federações como potenciais talentos desportivos (nível 3), integrantes das seleções nacionais (nível 2) ou atletas de alto rendimento (nível 1). Neste caso, este ano temos atletas da natação, basquetebol, atletismo, ciclismo e dança desportiva.

Num total de 112 classificações, os alunos-atletas obtiveram 103 positivas e 9 negativas - Filosofia (1), Matemática (4), Economia (1), Biologia-Geologia (2) e Português (1).

Taxa de sucesso no ensino secundário: 91,96% - superior ao período passado; Média no ensino secundário: 14,24 valores - superior ao período passado

É nosso objetivo recuperar nas classificações negativas e continuar a proporcionar as melhores condições para a subida da média dos nossos alunos-atletas. Rumo ao final do ano!

Campeonato nacional de juvenis

A Federação Portuguesa de Natação (FPN) organizou, entre 31 de Março e 3 de Abril, no Complexo Municipal de Piscinas Olímpicas de Coimbra, o campeonato nacional de juvenis, juniores e absolutos. Foram batidos 11 recordes nacionais absolutos e sete juniores.

Participaram 9 alunos-atletas residentes no Centro de Alto Rendimento de Rio Maior: Kaio Faftine, Daniel Tavares, Leonor Faria, Rui Santos, Ariana Louro, Tomás Sarreira, João Pedro Costa, Gustavo Silva e Martim Carvalho. Em 42 provas nadadas, foram batidos 24 recordes pessoais.

Na categoria de juvenis A masculinos, Daniel Tavares (veja as Curiosidades), dos Bombeiros da Mealhada, foi o nadador com mais títulos individuais - 50 e 100 metros livres e 50 metros mariposa, com destaque no balanço oficial no site da Federação. Alcançou também medalha de prata nos 100 m e bronze nos 200 m.

Ética no desporto

Os nossos alunos-atletas Gustavo Silva e João Peres Costa foram notícia nas redes sociais do Plano Nacional de Ética no Desporto (PNED) como exemplo de Fairplay na natação.

Este Plano, de iniciativa governamental, organiza um conjunto de iniciativas estruturadas e planificadas, que visam divulgar e promover a vivência dos valores éticos inerentes à prática desportiva como a verdade, o respeito, a responsabilidade, a amizade, a cooperação, entre muitos outros.

"Gustavo Silva e João Costa são nadadores juniores do Clube Naval da Praia da Vitória, integrados no Centro de Alto Rendimento de Rio Maior. Ambos estão detentores de títulos nacionais, em piscina curta. Nos campeonatos nacionais de juniores e absolutos de Portugal, em piscina longa, que decorreram em Coimbra, de 31/3 a 3/4, os dois nadadores competiram na prova dos 50 metros costas, tendo João Costa conquistando o título nacional de Júnior e Gustavo Silva o de vice-campeão. Em termos absolutos, João Costa alcançou o 10.° melhor tempo e Gustavo Silva o 11.º, o que significaria o acesso à final absoluta para o João e Gustavo ficaria como 1.º suplente.

João Costa apercebendo-se da situação, tomou uma decisão que poucos atletas tomariam. Abdicou da sua vaga para a final Absoluta e deu o seu lugar ao colega de equipa. Gustavo competiu na final, conquistando o 8.º lugar absoluto e batendo o seu record pessoal!"